Authentic Team Coaching

by | Oct 21, 2020 | Uncategorized | 1 comment

By Andrew Kirk, Director of Generation 2 generation, Website – www.G2gMandate.org, Social Media – @G2gMandate

Certain skill sets are needed to develop a team of coaches. This might mean the first step is to evaluate yourself and work on the principles needed to do this. Developing a team is developing people, and people get hurt if we are not adequately prepared to invest time with them. So let’s look at some principles.

Communicate well.  Excellent communication develops trust with your coaches. Communication is about vision and strategy, but also your underlying leadership values. It will mean being in touch with your coaches and communicating with understanding while also being vulnerable about your own life. Communication with passion and empathy connects with your team as people, not just as coaches.

Be available. Your team must know they can approach you. Having set times to meet as a team, and as individuals, will develop trust when you listen as well as when you speak into their lives.

Be reliable. Your coaches need you to be dependable and consistent in every area. They need to know you will press ahead, treating people equally. The key is consistency. Yes, you will have different relationships with different people, but the key is to treat everyone with respect.

Trust enough to delegate. This is huge for many Pastors. The church is their “baby.” The cells are their “vision and offspring.” But recognizing the gifts of your coaching teams and trusting them to coach their cell leaders without constant “interference” is extremely important. It is allowing them to make mistakes along the way. Remember that you made plenty of them!

Understand coaching. You are a coach to the coaches. If you have never coached a cell leader, you are in danger of trying to lead others who understand more than you. If you have been where they are, you gain respect and credibility. You can cheer them on and encourage with the words “been there, done it, I am with you!”

Be creative. Be the person that can lead a team through challenges and problems because you think outside the box. When your team gets stuck, you can help them get unstuck. When they meet a problem, you can help them get through it.

The goal is to glorify Jesus Christ by making disciples who make disciples. As we pour into our team members, they will in turn pass on what they have learned to each other and to their own teams. In this way, the cells will continue to bear fruit for God’s glory.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Uma supervisão autêntica

Andrew Kirk, Diretor do programa Generation 2 generation, Website – www.G2gMandate.org, Mídia Social – @G2gMandate

Há um conjunto de características e habilidades necessárias para desenvolver uma equipe de supervisores. Isso significa que os primeiros passos possivelmente sejam uma autoavaliação e trabalho nos princípios necessários para esta tarefa. Desenvolver uma equipe é desenvolver pessoas e as pessoas se machucam se não estivermos bem preparados para investir tempo nelas. Portanto, vamos pensar sobre alguns destes princípios.

Comunique-se bem. Uma comunicação de excelência traz confiança aos seus supervisores. Comunicação tem a ver com visão e estratégia, mas também com os valores de liderança que você traz. Isso significa que será necessário estar em contato com seus supervisores e comunicar-se com assertividade, mantendo-se aberto sobre sua própria vida. A comunicação aliada à paixão e à empatia permite a conexão com a sua equipe enquanto pessoas, não somente supervisores.

Esteja disponível. Sua equipe precisa saber que podem entrar em contato com você. Uma agenda definida para encontros em grupo e individualmente ajudará a estabelecer confiança quando você estiver ouvindo tanto quando estiver ministrando em suas vidas.

Seja confiável. Seus supervisores precisam que você seja confiável e consistente em todas as áreas. Eles precisam saber que você vai prosseguir, tratando todos da mesma maneira. A chave é a consistência. Sim, você terá relacionamentos diferentes com diversas pessoas, mas a chave é tratar todos com respeito.

Confie o suficiente para delegar. Isso é muito difícil para muitos pastores. A igreja é como se fosse “seu bebê”. As células são como “sua visão e seu legado”. Mas o reconhecimento dos dons em suas equipes de supervisores e a confiança depositada neles para que supervisionem sem sua constante “interferência” é algo muito importante. É a permissão para que cometam erros ao longo da caminhada. Lembre-se que você cometeu muitos erros também.

Entenda o processo de supervisão. Você é o supervisor dos supervisores. Se você nunca supervisionou um líder de célula, você corre o risco de tentar liderar pessoas que entendem mais do que você sobre este assunto. Se você já esteve em seus papéis, você ganha respeito e credibilidade. Você pode animá-los e encorajá-los com coisas do tipo “já passei por isso, estamos juntos!” .

Seja criativo. Seja a pessoa que consegue liderar uma equipe em meio a desafios e problemas porque consegue pensar “fora da caixa”. Quando sua equipe emperrar, você poderá ajuda-los a continuar a caminhada. Quando encontrarem um problema, você poderá ajuda-los a superar as dificuldades.

O objetivo é trazer glória a Jesus Cristo através da missão de fazer discípulos que fazem discípulos. À medida que nos derramamos sobre a vida de cada pessoa em nossa equipe, eles por sua vez, passarão adiante o que têm aprendido. Desta forma, as células continuarão a frutificar para a glória de Deus.

Spanish blog:

Por Andrew Kirk, Director de Generación 2, Sitio web – www.G2gMandate.org, Redes sociales – @ G2gMandate

Se necesitan ciertos conjuntos de habilidades para desarrollar un equipo de supervisores. Esto podría significar que el primer paso es evaluarse a sí mismo y trabajar en los principios necesarios para hacerlo. Desarrollar un equipo es desarrollar personas, y las personas se lastiman si no estamos adecuadamente preparados para invertir tiempo con ellos. Así que veamos algunos principios.

Comunicarse bien. La excelente comunicación genera confianza con tus supervisores. La comunicación tiene que ver con la visión y la estrategia, pero también con los valores de liderazgo subyacentes. Significará estar en contacto con tus supervisores, comunicarte con comprensión al mismo tiempo que ser vulnerable acerca con tu vida. La comunicación con pasión y empatía conecta con tu equipo como personas, no solo como supervisores.

Estar disponible. Tu equipo debe saber que pueden acercarse a ti. Habiendo establecido horarios para reunirse como equipo y como individuos, desarrollarás la confianza tanto cuando escuches como cuando hables a sus vidas.

Ser confiable. Tus supervisores necesitan que seas confiable y consistente en todas las áreas. Necesitan saber que tu seguirás adelante, tratando a las personas por igual. La clave es la coherencia. Sí, tendrás diferentes relaciones con diferentes personas, pero la clave es tratar a todos con respeto.

Confía lo suficiente para delegar. Esto es muy grande para muchos pastores, pues ven a la iglesia como su “bebé”. Las células son su “visión y su descendencia”. Pero reconocer los dones de sus equipos de supervisores y confiar en ellos para entrenar a sus líderes celulares sin una constante “interferencia” es extremadamente importante. Les permites cometer errores en el camino. ¡Recuerda que tu cometiste muchos de ellos!

Entiende la supervision. Tu supervisas a los supervisores. Si nunca has supervisado a un líder celular, corres el peligro de tratar de guiar a otros que entienden más que tu. Si has estado donde están, ganas respeto y credibilidad. Puedes ayudarlos y animarlos con las palabras “¡he estado allí, lo he hecho, estoy contigo!”

Ser creativo. Se la persona que pueda liderar un equipo a través de desafíos y problemas porque piensa fuera de la caja. Cuando tu equipo se atasque, puedes ayudarlos a seguir. Cuando se encuentran con un problema, tu puedes ayudarlos a superarlo.

El objetivo es glorificar a Jesucristo haciendo discípulos que hagan discípulos. A medida que nos volcamos a los miembros de nuestro equipo, ellos a su vez transmitirán lo que han aprendido entre ellos y a sus propios equipos. De esta forma, las células seguirán dando frutos para la gloria de Dios.

Andrew Kirk

Andrew Kirk

Andrew has traveled the nations for about 25 years with a focus on raising and equipping the emerging generation for “such a time as this”. With this passion he speaks to Pastors and leaders bringing revelation of the Biblical basis for passing from one generation to the next. Social Media - @G2gMandate

Archives