Don’t give up when people don’t respond to the gospel

by | May 30, 2023 | Uncategorized | 0 comments

By Roberto Bottrel [serving European churches,(centraldna.org). Author of the book “Multiplication” (available @amazon in 8 languages)

Sometimes we put too big of a burden on our shoulders regarding bringing people to become disciples of Jesus. We have done all we could, have put into practice all we learned and have tried all imaginable strategies. Nevertheless, many of our contacts never become disciples of Jesus. We get frustrated with ourselves and some of us just give up trying again. 

When I read the Gospels I see sad scenes where people are abandoning the walk with Jesus. But he doesn’t get discouraged to the point of quitting. He just presses on. He knew his calling so well that nothing would take him off track. For example, look at what happened after Jesus gave a very strong speech on the high cost of following him: 

“On hearing it, many of his disciples said, “This is a hard teaching. Who can accept it?” […] From this time many of his disciples turned back and no longer followed him. “You do not want to leave too, do you?” Jesus asked the Twelve.”

John 6:60, 66-67 NIV

Jesus wasn’t after the success that many of us are seeking. He didn’t want crowds with low commitment. He required the real thing! In another moment a rich man came to Jesus asking about what he should do to inherit eternal life. Imagine if it were with us. We would surely be very careful with each word in order not to confront him too hard, right? So many times we feel we are walking on thin ice. What did Jesus do? Jesus loved the man and told him the truth. How did the rich man react? He just left. It was too much for him. And what about the ten men who had leprosy? All were healed, but only one came back to praise Jesus. And what about the sower who lost 75% of his seeds and of his work? And the servant who just could not bring enough people to fill the banquet table? 

If people even left Jesus, why wouldn’t they leave us? But don’t forget he emphasised that he wouldn’t lose anyone that the Father gave him! So, keep sowing the seeds everywhere, keep loving people and speaking the truth to them, keep inviting people to join the Great Banquet of God’s Kingdom. Some will come, many won’t. But, like Jesus, we also know our calling so well that we will never give up. We will just press on! 

Therefore, my dear brothers and sisters, stand firm. Let nothing move you. Always give yourselves fully to the work of the Lord, because you know that your labor in the Lord is not in vain (I Corinthians 15:58 NIV)

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Não desista quando as pessoas não responderem ao evangelho
Por Roberto Bottrel [servindo a igrejas européias, (centraldna.org). Autor do livro “Multiplication” (disponível na @amazon em 8 idiomas)

Às vezes, colocamos um fardo muito grande em nossos ombros em relação a trazer pessoas para se tornarem discípulos de Jesus. Fizemos tudo o que pudemos, colocamos em prática tudo o que aprendemos e tentamos todas as estratégias imagináveis. No entanto, muitos de nossos contatos nunca se tornaram discípulos de Jesus. Ficamos frustrados com nós próprios e alguns de nós simplesmente desistem de tentar novamente.

Quando leio os Evangelhos vejo cenas tristes onde as pessoas estão abandonando a caminhada com Jesus. Mas ele não desanima a ponto de desistir. Ele apenas insiste. Ele conhecia tão bem sua vocação que nada o desviaria. Por exemplo, veja o que aconteceu depois que Jesus fez um discurso muito forte sobre o alto custo de segui-lo:

“Ao ouvir isso, muitos de seus discípulos disseram: “Este é um ensino difícil. Quem pode aceitá-lo?” […] A partir desse momento, muitos de seus discípulos voltaram atrás e não o seguiram mais. ‘Vocês não querem ir também?’ Jesus perguntou aos Doze.”
João 6:60, 66-67 NVI

Jesus não estava atrás do sucesso que muitos de nós buscamos. Ele não queria multidões com pouco comprometimento. Ele exigia que fosse de verdade! Em outro momento, um homem rico aproximou-se de Jesus perguntando sobre o que deveria fazer para herdar a vida eterna. Imagine se fosse conosco. Certamente teríamos muito cuidado com cada palavra para não confrontá-lo muito, certo? Tantas vezes sentimos que estamos caminhando sobre uma camada de gelo fino. O que Jesus fez? Jesus amou o homem e disse-lhe a verdade. Como o homem rico reagiu? Ele acabou saindo. Era demais para ele. E os dez homens que tinham lepra? Todos foram curados, mas apenas um voltou para louvar a Jesus. E o semeador que perdeu 75% de suas sementes e de seu trabalho? E o servo que simplesmente não conseguia trazer gente suficiente para encher a mesa do banquete?

Se as pessoas deixaram Jesus, por que não nos deixariam? Mas não se esqueça que ele enfatizou que não perderia ninguém que o Pai lhe desse! Portanto, continue semeando as sementes em todos os lugares, continue amando as pessoas e falando a verdade para elas, continue convidando as pessoas para participar do Grande Banquete do Reino de Deus. Alguns virão, muitos não. Mas, como Jesus, também conhecemos nosso chamado tão bem que nunca desistiremos. Vamos apenas ir adiante!

Portanto, meus amados irmãos, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil (I Coríntios 15:58 NVI)

Spanish blog:

No te rindas cuando la gente no responda al Evangelio

Por Roberto Bottrel [al servicio de las iglesias europeas, (centraldna.org). Autor del libro “Multiplicación” (disponible en @amazon en 8 idiomas)

A veces ponemos una carga demasiado grande sobre nuestros hombros en lo que se refiere a llevar a la gente a ser discípulos de Jesús. Hemos hecho todo lo que hemos podido, hemos puesto en práctica todo lo que hemos aprendido y hemos probado todas las estrategias imaginables. Sin embargo, muchos de nuestros contactos nunca llegan a ser discípulos de Jesús. Nos frustramos con nosotros mismos y algunos renunciamos a intentarlo de nuevo.

Cuando leo los Evangelios, veo escenas tristes en las que la gente abandona el camino con Jesús. Pero él no se desanima hasta el punto de abandonar. Simplemente sigue adelante. Conocía tan bien su vocación que nada le desviaría del camino. Por ejemplo, mira lo que pasó después de que Jesús diera un discurso muy fuerte sobre el alto coste de seguirle:

“Al oírlo, muchos de sus discípulos dijeron: “Esta enseñanza es dura. ¿Quién puede aceptarla?” […] Desde entonces muchos de sus discípulos se volvieron atrás y ya no le seguían. “No queréis marcharos también vosotros, ¿verdad?”. preguntó Jesús a los Doce”.

Juan 6:60, 66-67 NVI

Jesús no buscaba el éxito que muchos de nosotros buscamos. No quería multitudes poco comprometidas. ¡Él requería lo verdadero! En otro momento, un hombre rico se acercó a Jesús preguntándole qué debía hacer para heredar la vida eterna. Imagínate si fuera con nosotros. Seguramente tendríamos mucho cuidado con cada palabra para no confrontarlo demasiado duro, ¿verdad? Muchas veces sentimos que caminamos sobre hielo delgado. ¿Qué hizo Jesús? Jesús amó al hombre y le dijo la verdad. ¿Cómo reaccionó el hombre rico? Simplemente se fue. Era demasiado para él. ¿Y qué pasó con los diez hombres que tenían lepra? Todos fueron curados, pero sólo uno volvió para alabar a Jesús. ¿Y el sembrador que perdió el 75% de sus semillas y de su trabajo? ¿Y el siervo que no pudo traer suficiente gente para llenar la mesa del banquete?

Si la gente llegó a dejar a Jesús, ¿por qué no iban a dejarnos a nosotros? Pero no olvidemos que él recalcó que no perdería a nadie que el Padre le diera. Así que, sigue sembrando las semillas por todas partes, sigue amando a la gente y hablándoles la verdad, sigue invitando a la gente a unirse al Gran Banquete del Reino de Dios. Algunos vendrán, muchos no. Pero, como Jesús, nosotros también conocemos nuestra vocación tan bien que nunca nos rendiremos. Seguiremos adelante.

Por lo tanto, mis queridos hermanos y hermanas, manteneos firmes. No dejéis que nada os desanime. Entréguense siempre de lleno a la obra del Señor, porque saben que su trabajo en el Señor no es en vano (I Corintios 15:58).

Roberto Bottrel

Roberto Bottrel

Archives